CURVATURA PENIANA CONGÊNITA

DÚVIDAS FREQUENTES

Dr. Paulo Egydio CRM 67482 RQE 19514

 

Como saber se a minha curvatura peniana precisa de tratamento?

É fundamental uma avaliação caso a curvatura peniana estiver o prejudicando do ponto de vista funcional, ou seja:

  • Dificuldade ou impossibilidade na penetração;
  • Facilidade em dobrar e/ou escapar;
  • Provocar desconforto na parceira(o);
  • Prejudicar o ato sexual ou a qualidade do mesmo.

A taxa de sucesso na correção da curvatura peniana está diretamente ligada a um bom diagnóstico, com a avaliação do problema em todas as suas dimensões. É de grande importância a experiência do médico acerca do assunto, tanto para se chegar à um bom diagnóstico, quanto para indicar e realizar um bom tratamento.

 

Clique aqui para ver como funciona o pré, intra e pós operatório da correção da curvatura congênita. 

 

É possível corrigir um pênis curvo? Como fica o tamanho após a correção?

Na curvatura congênita, em sua grande maioria, não esta associada à fibroses, portanto o alongamento do lado curto poderá não ser tão eficiente como nos casos de fibroses (Doença de Peyronie), porque tem mais chances da uretra e/ou feixe de nervos e vasos limitarem o alongamento dos tecidos. 

Em alguns casos, apesar de expandir o lado curto, é possível que o pênis continue torto em função da limitação do feixe neuro-vascular ou da uretra. Quando isso acontece, é necessário fazer um refinamento no lado longo para que o pênis fique reto e não predisponha uma Doença de Peyronie. 

Clique aqui e saiba mais sobre como funciona o refinamento do pênis.

 

A curvatura peniana do jovem pode facilitar a ocorrência de traumas que venham a desenvolver também a doença de Peyronie (curvatura adquirida)?

Sim. Há casos em que o pênis curvo do jovem (curvatura congênita), pela predisposição a traumas devido à própria curvatura que facilita escapar, dobrar e/ou forçar o pênis durante a relação sexual pode acabar também desenvolvendo a doença de Peyronie.


Clique aqui e saiba as diferenças entre a Curvatura Congênita e a Doença de Peyronie.

 

Meu pênis escapa facilmente durante a relação sexual, além disso, eu sinto dor onde tem a dobra da curvatura. Mesmo ereto, é possível dobrar ele facilmente. Tem algum tratamento clínico, sem precisar fazer a cirurgia?

Em casos que a a curvatura favorece a escape com facilidade e a dobra no local da curvatura ou instabilidade, a correção pode ser indicada para evitar traumas ou microtraumas que favorecerão o aparecimento de outro tipo de curvatura. favorecerão o aparecimento de outro tipo de curvatura, diferente da apresentada (curvatura adquirida ou doença de Peyronie).

 

Clique aqui e conheça os 7 sinais que a sua vida sexual precisa de mais atenção.

 

O pênis torto para baixo é normal? Essa curvatura para baixo pode causar dor na minha parceira?

Quando o pênis tem uma pequena curvatura para cima, isso pode ser considerado normal porque a vagina é alinhada com o umbigo, portanto, as direções se concordam, não causando dor para a parceira. Quando você tem uma curvatura significativa para baixo, dependendo da posição, o pênis pode ser forçado e desenvolver uma curvatura ainda maior, além disso, pode causar dores na parceira.

Clique aqui e conheça as 6 dicas para um bom desempenho na hora H. 

 

A curvatura do pênis pode aumentar? Se eu empurrar o pênis para direção oposta da curvatura na tentativa de corrigir, pode causar algum trauma?

Sim, pode desenvolver uma curvatura adquirida (doença de Peyronie). É importante fazer avaliação criteriosa para um bom diagnóstico e definição de um tratamento adequado. Não é recomendado ficar forçando o pênis no sentido contrário ao da curvatura na tentativa de corrigir, pois pode provocar traumas no pênis, agravando ainda mais a curvatura e acabar até desenvolvendo maiores problemas.

 

Clique aqui e conheça os tratamentos caseiros para a Curvatura Peniana.

 

A maneira com que eu guardo o pênis na cueca, pode desenvolver uma curvatura no pênis?

A Curvatura Congênita está presente desde a fase jovem, onde no desenvolvimento do pênis, há uma maior elasticidade de um lado que em relação ao outro, e consequente curvatura peniana durante a ereção. Essa curvatura, que o jovem já nasceu com ela pode evoluir para a Doença de Peyronie, ou seja, uma piora da curvatura provocada por traumas e lesões nos ''tecidos elásticos'' do pênis gerando perda de tamanho, maior tortuosidade e afinamentos.

A forma com que guarda o pênis na cueca não desenvolve uma curvatura peniana, é mito. O que acontece é que o pênis tende a se acostumar com o posicionamento lateralizado pela frequência de uso, mas não é uma curvatura importante que vá interferir em sua funcionalidade. O que temos que nos preocupar é sempre evitar que o pênis sofra esforços quando ereto. Exemplo, se o pênis está mal acomodado dentro da roupa e o homem tem uma ereção, pode sim provocar esforços que venham a causar traumas e consequentes deformidades.

 

Assista ao vídeo do Dr. Paulo Egydio. Saiba as principais dúvidas sobre o pênis no Programa Amaury Jr.

 

Fiz uma cirurgia para correção da curvatura do pênis com outro profissional e, este problema é muito comum. Meu pênis diminuiu de tamanho, além disso, sinto dores onde foi dado os pontos. Se eu remover os pontos, a curvatura vai voltar?

A utilização de fios inabsorvíveis (que não desaparecem com o tempo), podem passar a incomodar e causar dores. Depende de quando foi feita a cirurgia, pode-se apenas retirar os pontos, e não necessariamente retornará a curvatura. Isto é possível checar durante a cirurgia de retirada. Há casos em que é preciso associar procedimento de correção da curvatura após a retirada dos pontos, no mesmo ato cirúrgico. É recomendável utilizar fios absorvíveis (que desaparecem com o tempo) na maioria das situações. Como este problema vem lhe incomodando muito, pode ser que haja a necessidade de uma nova cirurgia. Para isso, seria necessário uma avaliação.

 

Clique aqui e saiba mais sobre o refinamento e os fios absorvíveis.

 

Qual o tempo de recuperação pós cirurgia?

O procedimento é em ambiente hospitalar, ou seja, o paciente geralmente é internado pela manhã, recebe sedação e anestesia local para o procedimento. Caso a cirurgia seja realizada pela manhã, ele poderá ter alta no decorrer do dia e não há necessidade de dormir no hospital.

Existem três etapas para a recuperação final do paciente:

  • o retorno para o trabalho (7 - 10 dias pós cirurgia),
  • o retorno para as atividades físicas (30 dias pós cirurgia),
  • e o retorno para a vida sexual (45 - 60 dias pós cirurgia).

*As datas podem variar de acordo com o processo de recuperação de cada paciente, mediante avaliação médica.

 

Aparelhos de tração (Extensores Penianos) corrigem curvatura peniana?

Os aparelhos de tração peniana podem corrigir a curvatura, mas nem todos os casos tem a indicação do seu uso. É extremamente importante que em caso de necessidade, use sob orientação de um especialista para evitar agravamento da curvatura e até maiores problemas. Não recomendo o uso sem orientação médica. 

Clique aqui e assista ao vídeo sobre extensores penianos.

 

A fimose e/ou o frênulo curto podem ser responsáveis pela curvatura peniana? A cirurgia para correção desses problemas pode corrigir a curvatura?

A curvatura do pênis pode ocorrer porque uma membrana (túnica) com menor elasticidade do que o normal provoca o repuxamento do pênis. A pele do pênis raramente é determinante de uma curvatura, mesmo porque tem uma elasticidade muito grande.

No pênis curvo congênito (curvatura do jovem), observa-se mais freqüentemente a curvatura para baixo e/ou para o lado, levando, muitas vezes, à interpretação de que o cabresto ou freio seja responsável pela curvatura, o que geralmente não é verdade.

Portanto, pode-se dizer que uma cirurgia somente para corrigir a fimose e/ou liberar o freio dificilmente corrigirá o problema da curvatura, o que pode ser comprovado durante a cirurgia através de uma indução de ereção.

Saiba mais sobre a cirurgia de correção da curvatura peniana associada à fimose e/ou freio curto.

 

Exercícios para o pênis, uso de aparelhos e remédios que achei na Internet e que prometem resultados corrigem a curvatura peniana?

A orientação é de que não utilize exercícios, aparelhos e remédios que dizem ser milagrosos sem orientação e acompanhamento médico para evitar agravamento da curvatura e possivelmente maiores problemas. Não seja vitima dos apelos publicitários.

Ja recebemos pacientes com traumas no pênis provocados por exercícios e/ou aparelhos comprados pela Internet que prometiam muitos resultados.

Clique aqui para ler o blog sobre os tratamentos caseiros para a Doença de Peyronie.

 

Tenho curvatura peniana e como ainda não tenho condições de resolver esse problema sozinho, não sei como contar aos meus pais. Como abordar este assunto com eles?

Recomendo que mostre o site aos seus pais para que eles entendam o seu problema e possam ajudá-lo na solução.
Por mais que nossos pais tenham pensamentos diferentes dos nossos, seja por diferença de criação, de geração e/ou de experiência de vida, eles são os nossos verdadeiros amigos, em qualquer situação, nos bons e maus momentos.

Ninguém quer mais o nosso bem que os nossos próprios pais.

Leia o blog sobre a importância dos pais e do pediatra na correção da curvatura peniana.

 

É possível fazer a operação de fimose e de correção de curvatura peniana no mesmo ato cirúrgico?

Qualquer paciente que for operar de fimose deveria informar o médico se tem curvatura peniana durante a ereção.

Isto porque as duas correções podem ser feitas ao mesmo tempo com a mesma cicatriz e aproveitando a mesma anestesia.

Não se envergonhe de falar com os seus pais, parentes próximos ou profissional especializado. Eles o ajudarão a procurar auxílio de um profissional especializado na área e a manter o sigilo.

-

-

-

-

-

-

-

-

COMO PODEMOS AJUDAR?

TIRE SUAS DÚVIDAS E AGENDE UMA CONSULTA COM O DR. PAULO EGYDIO

PERGUNTE AO DR. PAULO

Fale com nossa equipe de consultores, queremos ajudá-lo(a) a esclarecer suas dúvidas.